O conselho de orientação

O conselho de orientação acompanha a iniciativa de certificação e propõe à comissão interministerial eventuais adaptações das ferramentas, dos procedimentos e dos processos. O conselho reúne sempre que necessário e, pelo menos, uma vez por ano.

A sua composição

Presidido pelo delegado geral para a Língua Francesa e para as Línguas de França, do Ministério de Cultura e da Comunicação francês, o conselho é composto:

Estão presentes:

A lista das doze personalidades foi publicada no BO n.° 38 de 15 de outubro de 2015.

 

Atout France

 

A Atout France, a agência para o desenvolvimento turístico em França, trabalha para a conservação da competitividade da França como destino. Coloca os seus diferentes campos de competência ao serviço dos profissionais de turismo a fim de participar no desenvolvimento da sua atividade e para colocar a oferta francesa no mercado internacional. Observação e monitorização, engenharia e assistência ao desenvolvimento, promoção e apoio à comercialização, são algumas das prestações que a Atout France põe à disposição dos 1100 parceiros, profissionais privados e públicos, com o objetivo de reforçar a indústria turística, o primeiro setor económico francês. A agência Atout France tem também um papel de informação junto dos visitantes turísticos que pretendem aprender francês num centro com garantias de qualidade da oferta de cursos e das prestações de acolhimento.

 

Campus France

 

Sob tutela dos ministros franceses responsáveis pelos Negócios Estrangeiros e do Ensino Superior e da Investigação, a Campus France tem como principais missões a promoção do ensino superior de francês no estrangeiro, o acolhimento de estudantes estrangeiros em França e a gestão de bolseiros dos governos franceses e estrangeiros. Consciente da importância da prática da língua francesa para tirar o melhor partido de uma viagem de estudo, a Campus France concentra-se na promoção dos centros de francês como língua estrangeira (FLE), quer organizando digressões em países estrangeiros quer incitando os estudantes a associar, se necessário, o seu programa de estudos em França a cursos de FLE. Todos os anos, inúmeros estudantes aprendem francês no âmbito dos seus estudos em França.

 

A Commission des Titres d’Ingénieur (CTI)

 

A CTI é um organismo independente, responsável, desde 1934 por força da lei francesa, por avaliar todas as formações de engenharia, desenvolver a qualidade das formações, promover o diploma e a profissão de engenheiro em França e no estrangeiro. A CTI é, à escala mundial, uma das agências de acreditação com mais experiência no domínio da formação de engenheiros. A CTI tem poder de decisão na acreditação de estabelecimentos privados e consulares; a mesma emite pareceres para os ministérios competentes sobre estabelecimentos de estatuto público. A CTI funciona desde 1934 sem interrupções, com alargamento das suas atribuições ao longo dos anos: avaliação das escolas públicas (1984), implementação da acreditação periódica (1996), integração do Espaço Europeu do Ensino Superior (2001), desenvolvimento de ações europeias e internacionais (a lei prevê que a CTI possa avaliar formações de engenheiros no estrangeiro).

 

Federação Internacional de Professores de Francês (FIPF)

 

A FIPF tem um papel importante e reconhecido na promoção e divulgação da língua francesa no mundo tendo como principal objetivo a otimização e o desenvolvimento da sua aprendizagem e ensino. Contando com 180 associações profissionais e 6 federações nacionais como membros, as suas posições são ativamente difundidas pelos seus 80 000 membros voluntários em 140 países. Valorizando o associativismo e o envolvimento, a Federação apela aos seus membros para que se façam ouvir junto das autoridades políticas nacionais e internacionais no sentido de se associarem à elaboração das políticas linguísticas, educativas e de formações iniciais e contínuas. A FIPF é representada pela sua secretária-geral desde o início do conselho de orientação do selo.

 

Haut Conseil de l'Évaluation de la Recherche et de l'Enseignement Supérieur (HCERES)

 

O HCERES é uma autoridade administrativa independente. Para o exercício das suas missões, o Haut Conseil inspira-se nas melhores práticas internacionais. Baseia a sua ação, no que diz respeito aos critérios de avaliação, em princípios de objetividade, transparência e igualdade de tratamento entre as estruturas examinadas e, no que diz respeito à escolha das pessoas responsáveis pela avaliação, em princípios de conhecimentos científicos ao melhor nível internacional, de neutralidade e de equilíbrio na exposição de temáticas e opiniões. Zela pela prevenção de conflitos de interesses na constituição de comissões de especialistas responsáveis pela realização de avaliações. Pode realizar avaliações diretamente ou garantir a qualidade das avaliações realizadas por outras instâncias validando os procedimentos selecionados. Dá, às estruturas e estabelecimentos que avalia diretamente, a oportunidade de apresentarem, a seu pedido, observações ao longo e na emissão do procedimento de avaliação.